Escolha uma Página
educação online

Educação online: 3 tendências para a educação durante a pandemia!

O fechamento das escolas presenciais, ocasionado pela pandemia do novo coronavírus, fez com que alunos e professores adotassem a educação online. Essa foi uma decisão tomada por muitas escolas para garantir a continuidade dos estudos enquanto durar o distanciamento social.

Nesse contexto, estão sendo aproveitados princípios do Ensino a Distância (EAD). A modalidade oferece diversos benefícios e cria uma rotina positiva para os estudantes diante desse momento de instabilidade.

Quer saber mais sobre o assunto? Acompanhe este texto e conheça quais são as 3 tendências em tecnologia para o Ensino a Distância, assim como as atitudes que podem aprimorar o ensino online. Confira!

Tendências para a educação atual

O Ensino a Distância é uma modalidade que permite que a transmissão do conhecimento seja feita de maneira organizada e remota, com o auxílio de ferramentas tecnológicas.

É importante entender quais são as tendências dessa modalidade de ensino, para conseguir entendê-la melhor e fazer um uso mais adequado das ferramentas.

1. Ensino remoto

O ensino remoto atualmente se configura como uma solução temporária para dar continuidade às atividades pedagógicas. Ele tem como principal ferramenta a internet.

Embora possa parecer semelhante ao Ensino a Distância, o ensino remoto carrega os preceitos do ensino presencial. Portanto, é importante que seja estruturado de maneira flexível e que abranja os conteúdos e atividades estabelecidas pelo currículo escolar.

2. Plataforma educacional

Para que a educação online tenha qualidade, é importante que ela seja sediada em uma plataforma educacional. Esta fornece ambientes personalizados de aprendizado para os estudantes por meio de uma série de ferramentas especiais. Algumas dessas ferramentas são:

  • glossário: lista de termos utilizados no conteúdo disponibilizado em videoaulas ou outros materiais online;
  • fórum: ambiente virtual onde estudantes e professores podem trocar informações e tirar dúvidas;
  • chat: canal de comunicação entre professores, tutores e alunos de maneira instantânea;
  • wiki: recurso no qual os participantes podem adicionar ou editar informações em determinados tópicos presentes na plataforma.

Além de utilizar essas ferramentas, professores e tutores podem gerenciar as salas de aula virtuais. Por exemplo, cada sala pode ser personalizada pelo professor, permitindo condicionar a liberação do acesso a cada material após o cumprimento de atividades avaliativas.

É possível também que a plataforma educacional ofereça suporte para avaliações. O professor pode elaborar tarefas e atividades para os alunos realizarem em determinado período. Esse tempo é cronometrado pela própria plataforma.

Além disso, os alunos podem enviar trabalhos prontos aos professores utilizando a própria plataforma. Isso evita o envio de atividades por e-mail, o que pode dificultar o trabalho dos envolvidos.

3. Mobile learning

O mobile learning é uma modalidade de ensino que permite que alunos e professores criem ambientes de aprendizagem utilizando dispositivos móveis com acesso à internet.

Por exemplo, o aluno pode usar seu próprio celular ou tablet para fazer pesquisas relacionadas ao tema estudado. Assim, ele consegue ser mais autônomo na busca do conhecimento, aprimorando o processo de aprendizagem.

Atitudes para melhorar a experiência dos alunos no cenário atual

Uma vez adaptados ao modelo presencial de ensino, é comum estudantes apresentarem dificuldades na educação online. Mas isso não quer dizer que essa modalidade deva ser descartada. Em vez disso, algumas soluções podem ser aplicadas. Vejamos a seguir!

Adaptação curricular

Como vimos, o ensino remoto ainda apresenta características do ensino presencial. E para que ele seja adaptado ao Ensino a Distância é preciso que ocorram modificações no cronograma curricular.

Isso significa que o professor precisará repensar algumas atividades propostas no cronograma, como as aulas anteriormente previstas ao ar livre ou visitas a exposições.

Uma sugestão é que o professor busque conteúdos que aproximem a aula com a realidade atual. Uma possibilidade é tentar fazer com que o aluno pense sobre o tema da pandemia de uma forma mais objetiva, a fim de propor soluções e reflexões para o futuro.

Promoção do consumo consciente da tecnologia

Diante do cenário de isolamento social e do aumento do uso de suportes tecnológicos, é comum que os estudantes fiquem mais expostos aos conteúdos da internet. No entanto, muitos desses podem ser nocivos e violar direitos de privacidade e outras questões éticas.

Dessa forma, é importante que o professor oriente os alunos a ter uma reflexão sobre o ambiente midiático e informacional. Isso se traduz em fomentar o senso crítico dos estudantes no sentido de convidar a refletir sobre a autoimagem, a exposição do corpo, a questão dos influenciadores digitais etc.

Os estudantes precisam compreender que a qualidade da informação afeta as decisões da sociedade. Assim, quando se tem uma leitura crítica sobre as mídias, é mais fácil combater a desinformação.

Empatia com os estudantes

Embora muitos estudantes tenham nascido na atual era digital, eles ainda enfrentam dificuldades para a educação online. Isso porque há alunos com perfis socioeconômicos diferentes que não têm acesso à mesma qualidade de internet, o que pode prejudicar o andamento do ensino por meio das plataformas digitais educacionais.

Além disso, muitas pessoas estão habituadas a um modelo presencial no qual as atividades são realizadas de outra maneira, e a nova dinâmica de aula online requer uma adaptação. Nesse sentido, é importante que o professor tenha empatia em relação às dificuldades enfrentadas pelos alunos.

Para isso, é recomendado que os professores ofereçam atendimentos online para interagir com os alunos em tempo real quando for necessitado. Assim, eles podem ajudar na resolução de tarefas e até para questões emocionais.

Inibição da falta de concentração

Diante de tanta tecnologia à disposição, é possível que os estudantes se tornem mais dispersos. Para evitar isso, é recomendável que todos os arquivos utilizados pelos professores para as aulas sejam disponibilizados em um único repositório online.

Isso ajuda a centralizar o conteúdo e evita o compartilhamento de links fora da plataforma digital, o que pode levar à dispersão.

Envolvimento de pais e familiares

O ponto fundamental para o sucesso da implementação da educação online nesse momento de pandemia é envolver pais e familiares. Eles podem inicialmente ficar resistentes a esse tipo de colaboração, mas com o tempo vão entender que essa é uma ótima oportunidade para continuar os estudos.

Essas foram algumas informações sobre a educação online. Também é importante que os professores recomendem pausas durante as atividades, já que a exposição prolongada às telas de computador e de outros aparelhos pode comprometer a saúde e a concentração.

Quer ficar por dentro de mais novidades sobre tecnologia na área de da educação? Curta a nossa página no Facebook!

Compartilhe:

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos Relacionados