Escolha uma Página
educação remota

Os desafios e a importância da educação remota durante a pandemia

A educação remota nunca esteve tão presente em nossas vidas como atualmente, uma vez que em razão da crise na educação gerada pela pandemia do novo coronavírus escolas de todo o mundo adotaram esse sistema de ensino.

Foi preciso adotar a educação remota e redesenhar o modo de se educar para respeitar as recomendações das autoridades de saúde e conter o avanço da Covid-19, gerando diversas mudanças na educação.

Se você tem interesse pelo tema e deseja descobrir mais detalhes sobre a educação remota e a sua importância durante o período de pandemia, continue a leitura deste post e confira!

Quais são os benefícios da educação remota?

As aulas não presenciais são uma alternativa que já estava sendo usada mesmo antes da pandemia em faculdades com o ensino a distância (EaD), mas é uma novidade para as escolas brasileiras. Contudo, apesar de se tratar de uma situação atípica, é uma realidade que inovou e revolucionou o formato das aulas.

Sem a utilização da tecnologia, o impacto da pandemia na vida dos estudantes teria sido muito maior, afinal, graças à internet e seus recursos os alunos puderam continuar tendo aulas sem sair de casa.

Dessa maneira, um dos principais benefícios da educação remota ter sido implementada foi, justamente, abrir caminho para que os estudantes, suas famílias e as escolas entendam que o aprendizado também pode acontecer fora da sala de aula.

Além disso, mais uma de suas vantagens, é a tendência que a educação remota se torne comum e, com isso, os estudantes poderão contar com jornadas de aprendizagem que se integram à sua rotina.

Quais são os seus principais desafios?

A pandemia fez com que estudantes e educadores precisassem enfrentar grandes desafios com as aulas remotas, uma vez que as mudanças foram abruptas e sem tempo para adequação prévia. A dinâmica da sala de aula presencial teve que ser adaptada para os ambientes virtuais de uma hora para outra.

Um dos principais desafios da educação remota é a adaptação necessária para que ela seja viável, isso inclui investimentos de tempo e em tecnologias, pois as aulas expositivas e avaliações ocorrem com o suporte de recursos tecnológicos que personalizam e diversificam a experiência dos alunos.

Como implementar a educação remota?

Para implantar a educação remota é preciso investir em ferramentas e plataformas que viabilizam essa forma de ensino, assim como é preciso capacitar professores e estudantes para que eles saibam como utilizar os novos recursos.

No ensino a distância as aulas podem ser ao vivo ou gravadas. Para que a educação remota seja implementada é importante determinar fatores como a padronização de avaliações, calendário de atividades síncronas e assíncronas, padronização de material didático, distribuição da carga horária em diversos recursos midiáticos, entre outros pontos relevantes.

Agora que você já conhece os desafios e sabe qual é a importância da educação remota durante a pandemia, é válido ressaltar que a tendência é que essa modalidade de ensino e o uso de plataformas digitais ganhem cada vez mais espaço nesse setor mesmo no cenário pós-pandemia, uma vez que ele conta com diversas vantagens.

Se você gostou deste post, nos siga nas redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn) para receber atualizações sobre nossos novos conteúdos!

Compartilhe:

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos Relacionados